Balneabilidade: dois pontos estão impróprios para banho no litoral

O Instituto Água e Terra emitiu nesta sexta-feira (24) o sexto Boletim de Balneabilidade. O documento apontou mais um local impróprio para banho, além da Ponta da Pita, em Antonina. O Rio Marumbi, próximo à ponte Estrada Anhaia, em Morretes, também está impróprio para banho. No Interior, todos os locais estão em boas condições.

O excesso de chuva nos últimos dias é o motivo para o Rio Marumbi estar impróprio. “Muitas residências e chácaras no entorno ainda possuem fossas, e quando ocorre chuva muito forte esse material é carregado para os rios”, explica a gerente de Licenciamento Ambiental do Instituto Água e Terra, Ivonete Coelho.

A diretora alerta as pessoas para ficarem atentas às placas para que evitem o banho nestes locais. “Mas a situação deve se normalizar em alguns dias, porque são nas primeiras chuvas mais intensas que acontece este tipo de problema”.

Anualmente, técnicos do instituto monitoram a qualidade das águas no período de maior fluxo de veranistas para avaliar a concentração das bactérias Escherichia coli (E.coli) na água. Quanto maior a quantidade, maior a possibilidade da existência de agentes patogênicos que podem colocar em risco a saúde dos banhistas, provocando problemas gastrointestinais, como vômitos e diarreias.

LITORAL – São monitorados 49 pontos de toda a orla: 13 em Guaratuba, 14 em Matinhos, 11 em Pontal do Paraná, 6 na Ilha do Mel, 3 em Morretes e 2 em Antonina.

O boletim também aponta dez rios, canais e galerias considerados permanentemente impróprios para banho no Litoral, independentemente da época do ano. No boletim, eles estão destacados em letras maiúsculas.

INTERIOR – No Interior são monitorados pontos de prainhas e rios nas cidades de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Marechal Cândido Rondon e Primeiro de Maio.

SINALIZAÇÃO – O veranista pode se orientar de acordo com as bandeiras na orla das praias, nos rios e nos reservatórios, que indicam se os locais estão próprios ou impróprios para banho.

A sinalização informa a condição da água a 100 metros à direita e à esquerda de cada bandeira. A cor vermelha significa que a água não é recomendada e a azul que a região está própria para banho.

Colaboração AEN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *