Adelaide Chiozzo, cantora de 'Beijinho Doce', morre aos 88 anos

De Redação Estadão | 4 de março de 2020 | 15:04

A cantora Adelaide Chiozzo morreu nesta quarta-feira, 4, aos 88 anos. Ela estava internada em um hospital do Rio de Janeiro para se recuperar de uma queda ocorrida em casa, mas não resistiu a uma infecção.

Conhecida pelas interpretações em que tocava acordeon, a cantora nascida em São Paulo fez sucesso com as músicas Beijinho Doce (canção composta por João Alves dos Santos) e Sabiá na Gaiola (de Mário Vieira e Hervé Cordovil). Adelaide também foi contratada da Rádio Nacional e participou de chanchadas da Atlântida, ao lado de Oscarito, José Lewgoy e Grande Otelo. Na televisão, participou das novelas Feijão Maravilha (1979), Cambalacho (1986) e Deus Nos Acuda (1992).

O enterro de Adelaide está previsto para ocorrer na quinta-feira, 5, no cemitério Memorial do Carmo, no Rio de Janeiro.

Renato Vieira
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário