Após derrota para o Palmeiras, Tiago Nunes é demitido do Corinthians

De Redação Estadão | 11 de setembro de 2020 | 19:20

O técnico Tiago Nunes foi demitido do Corinthians nesta sexta-feira. Ele deixa o clube com 28 jogos: dez vitórias, dez empates e oito derrotas, com 45,6% de aproveitamento. Além dos maus resultados, o treinador teve problemas com jogadores do elenco, o que foi determinante para o presidente Andrés Sanchez decidir pela demissão. O técnico do sub-20 do Corinthians, Dyego Coelho, comandará a equipe principal na partida contra o Fluminense, neste domingo, no Maracanã.

Andrés Sanchez havia bancado Tiago Nunes mesmo com a pressão da torcida. A decisão de mudar o comando do time ocorre após a derrota por 2 a 0 no clássico contra o Palmeiras, na última quinta, na Neo Química Arena. A entrevista coletiva do treinador depois do dérbi incomodou elenco e diretoria, porque ele voltou a reclamar do desempenho dos jogadores.

No Campeonato Brasileiro, o Corinthians soma apenas nove pontos em oito partidas disputadas. Questionado sobre a pressão após a derrota para o Palmeiras, Tiago Nunes havia falado que não “tinha por hábito desistir”.

“Eu sou um profissional que não tenho por hábito desistir. Estou me esforçando ao máximo para conquistar a confiança de todos. Confio no que a direção falou (sobre não trocar de técnico). Mas não quer dizer que não possa existir uma mudança. Temos que focar no próximo jogo. Vou olhar para as soluções caseiras para encontrar melhora comportamental para representar a camisa do Corinthians”, disse o treinador na última quinta-feira.

Tiago Nunes foi contrato no fim do ano passado para comandar a equipe nesta temporada. A chegada dele era uma tentativa de ruptura do Corinthians com o futebol defensivo, pouco vistoso, mas que rendeu três conquistas do Campeonato Paulista e uma do Brasileirão, sob o comando do técnico Fábio Carille. Antes de Carille, os técnicos Mano Menezes e Tite também tiveram sucesso no clube com o perfil mais defensivo.

Tiago Nunes teve início ruim ao ser eliminado na fase preliminar da Copa Libertadores da América, pelo Guaraní do Paraguai. No Paulistão, a equipe voltou a demonstrar problemas e só avançou ao mata-mata porque o Guarani tropeçou nas rodadas finais da fase de grupos. O time passou pelo Red Bull Bragantino e Mirassol e perdeu a final para o Palmeiras.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário