Atriz Isis de Oliveira sofre agressão de marido durante quarentena

De Redação Estadão | 24 de abril de 2020 | 17:16

A atriz Isis de Oliveira, conhecida como a ‘musa’ dos anos 1980, revelou, em entrevista ao Universa, que sofreu agressão de seu marido, o egípcio Hazem Roshdi em sua casa em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro.

Tudo começou por volta das 17h30 de quarta-feira, 22, quando Isis reclamou das andanças do homem pelas ruas durante a pandemia, desrespeitando as normas de isolamento social. Como a atriz é do grupo de risco, por estar com 69 anos, estava com medo de ser contaminada pelo coronavírus, mas Roshdi não entendeu: ficou agressivo, chutou o computador da mulher e disse que ia “rasgar a cara dela na porrada, botar fogo no apartamento e ir embora para o Egito”.

“Ele saía, ficava três, quatro horas na rua e voltava sem dar explicações. Com isso, foi ficando cada vez mais nervoso. Um dia puxou o colchão onde eu estava com força. Eu caí e ele veio para cima de mim com o travesseiro. Além disso, em quatro ocasiões diferentes acordei com ele me dando socos nas costas”, disse.

Isis, então, mandou uma mensagem para sua amiga Luiza Brunet, que chamou a polícia. Quando os agentes chegaram, a atriz conta que Roshdi estava descontrolado. “Fui orientada a ir para a delegacia prestar queixa. Chegando lá, recebi uma medida protetiva, pelo fato de ele ser reincidente”, revela.

Ainda em entrevista ao Universa, ela declarou que Roshdi está bloqueado em suas redes sociais, mas que ainda não está se sentindo segura, já que ele já subiu de surpresa em seu apartamento, sem que o porteiro conseguisse barrá-lo.

Isis Oliveira publicou na quinta-feira, 23, uma selfie agradecendo pelo carinho e respeito de seus amigos e seguidores. “Acreditem, vai ficar tudo bem.”

O E+ tentou contato com Isis, mas ela não respondeu.

clique aqui

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário