Avião cai na Indonésia com 62 pessoas a bordo

De Redação Estadão | 9 de janeiro de 2021 | 15:25

Autoridades da Indonésia confirmaram na noite deste sábado, 9 (manhã de sábado no Brasil), que o avião comercial com 62 pessoas a bordo que desapareceu após a decolagem sofreu um acidente e caiu no mar. Bambang Suryohadi, da agência de busca e resgate da Indonésia, Basarna, relatou em uma entrevista coletiva que o avião da linha aérea Sriwajaya, um Boeing 737-500, caiu no Mar de Java poucos minutos após decolar do Aeroporto Internacional de Sukarno-Hatta, na capital da Indonésia, Jacarta, com destino a Pontianak, capital da província de Bornéu Ocidental.

Quase simultaneamente, o Ministro dos Transportes da Indonésia, Budi Karya Sumadi, deu também uma conferência de imprensa na qual explicou que o contato com o avião foi perdido cerca de treze minutos após a decolagem. Na ocasião, o avião havia mudado abruptamente de direção, o que levou a torre de controle a perguntar aos pilotos o que estava acontecendo, quando desapareceu repentinamente do radar, segundo o ministro, que expressou “pesar” pelo incidente.

Por sua vez, o porta-voz da agência de busca e resgate disse que os destroços do avião já foram encontrados e que o ponto exato da colisão deve ser localizado esta noite. Mais cedo, pescadores já haviam relatado à imprensa local terem encontrado pedaços de metal que seriam da aeronave.

O avião levava 56 passageiros e seis tripulantes. De acordo com o serviço de monitoramento de radares Flightradar24, o voo SJ182 “perdeu mais de 10 mil pés de altitude (cerca de 3 mil metros) em menos de um minuto, cerca de 4 minutos após a decolagem”.

“Tenho quatro membros da minha família no avião – minha esposa e meus três filhos”, contou Yaman Zai, que os esperava no aeroporto de Pontianak. “Minha esposa me enviou uma foto do bebê hoje… Como meu coração não poderia estar em pedaços?”, completou.

A aeronave tinha 27 anos de uso e o trajeto tinha duração estimada de 90 minutos. A empresa disse que está reunindo mais informações sobre o voo antes de emitir um comunicado detalhado. A Sriwijaya Air é uma das aéreas de baixo custo da Indonésia e faz trajetos para dezenas de destinos domésticos e internacionais.

De acordo com Adita Irawati, porta-voz do Ministério dos Transportes da Indonésia, o avião decolou às 4h36 da manhã no horário de Brasília.

A Indonésia, maior país formado por arquipélagos, com mais de 260 milhões de habitantes, tem sido castigada por acidentes terrestres, marítimos e aéreos por conta da superlotação em balsas, infraestrutura antiga e frágeis padrões de segurança, o que fez com que muitas companhias aéreas do país tenham sido proibidas de operar na Europa e nos Estados Unidos no passado.

Em outubro de 2018, um Boeing 737 MAX da companhia Lion Air, modelo diferente do que está desaparecido, caiu no Mar de Java poucos minutos após decolar de Jacarta, deixando 189 mortos. O Boeing 737-500 é duas gerações mais antigo que o MAX.

Em 2014, um avião da AirAsia conectando a cidade indonésia de Surabaya a Singapura caiu com 162 passageiros a bordo. Os investigadores concluíram que houve erro humano e problemas técnicos. (Com agências internacionais).

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.