Azul: Demanda por voos cresce 41% em outubro ante setembro e oferta sobe 42,6%

De Redação Estadão | 5 de novembro de 2020 | 20:19

A Azul divulgou nesta quinta-feira, 5, resultados preliminares de outubro. O tráfego de passageiros consolidado (RPKs) aumentou 41% ante setembro. A capacidade (ASKs), por sua vez, registrou alta de 42,6% ante setembro, resultando em uma taxa de ocupação de 79,3% – queda de 0,9 pontos porcentuais ante setembro.

Frente a outubro do ano passado, o tráfego da companhia aérea registrou queda de 45,2%, enquanto a capacidade encolheu 41,8%, resultando em um declínio de 4,9 pontos porcentuais na taxa de ocupação.

Na comparação mensal, o tráfego de passageiros doméstico aumentou 41,3% ante setembro, frente a um acréscimo de 41,3% também na capacidade, resultando em uma taxa de ocupação de 80,7%, mesma taxa apurada em setembro. Ante outubro do ano passado, o tráfego doméstico registrou queda 36,1%, com a capacidade recuando 33,5%, resultado em uma queda de 3,2 pontos porcentuais na taxa de ocupação.

Já no segmento internacional, em outubro o tráfego de passageiros cresceu 38% ante setembro, enquanto a capacidade aumentou 57,5%. Com isso, a taxa de ocupação do segmento ficou em 65,3%, indicando retração de 9,3 pontos porcentuais. Em relação a outubro do ano passado, o tráfego internacional da Azul apresentou queda de 80,3%. A capacidade nesta base de comparação recuou 74,3%, com queda de 20,1 pontos porcentuais na taxa de ocupação.

Em comunicado ao mercado, o presidente da companhia aérea, John Rodgerson, afirma que “a recuperação da demanda doméstica no Brasil continua sendo uma das mais rápidas do mundo. Estamos vendo uma forte demanda por nossos voos domésticos e permanecemos fiéis à nossa estratégia de malha. Nós estamos otimistas com a evolução da retomada nos próximos meses”, disse.

Fabiana Holtz
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário