BC quer permitir securitização da dívida do crédito imobiliário

De Redação Estadão | 29 de maio de 2019 | 08:50

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta quarta-feira, 29, que a instituição prepara um “grande projeto” para reduzir distorções no crédito imobiliário. “Queremos permitir securitização da dívida do crédito imobiliário”, afirmou, sem entrar em maiores detalhes.

Campos Neto citou o lançamento pela Caixa de uma linha de crédito imobiliário remunerado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o que pode facilitar a securitização da carteira.

Outras medidas que poderiam alavancar o segmento imobiliário seriam os projetos de hipoteca reversa e home equity.

“No Brasil, se você quiser refinanciar dívida colocando casa como colateral reduz muito pouco o preço”, afirmou Campos Neto. “Podemos liberar recursos na economia de forma gradual”, completou.

Agenda de implementação fácil

O presidente do Banco Central disse ainda que a instituição tem mais medidas em gestação do que o conjunto de ações apresentada hoje na Agenda BC#. “Apresentamos uma agenda de implementação fácil e discussão amigável, com pouca resistência no Legislativo. Uma vez implementada, essa agenda puxará o resto das medidas”, avaliou.