Belga vence 5ª etapa da Volta da França e punição faz Alaphilippe perder a ponta

De Redação Estadão | 2 de setembro de 2020 | 15:33

Como era esperado por causa do nível de dificuldade do percurso de 186 km que os participantes teriam nesta quarta-feira, o belga Wout van Aert venceu a quinta etapa da Volta da França, a mais tradicional prova de ciclismo de estrada do mundo, realizada as cidades de Gap e Privas. Após liderar o sprint final, o ciclista da equipe Jumbo Visma derrotou o suíço Cees Bol por apenas meia roda de diferença.

A etapa desta quarta-feira só teve emoção nos 200 metros finais. Como todas as equipes resolveram manter a estratégia de poupar seus atletas para as disputas mais duras, ocorreu quase um passeio, com todo o pelotão blocado e os times apostando em seus velocistas na reta final, de olho nos pontos do pódio.

Assim, a etapa teve emoção apenas quando os velocistas se posicionaram para o sprint final nas ruas de Privas. Nessa hora, depois de 4h21min22s, Van Aert assumiu a liderança e cruzou a linha praticamente empatado com Bol. Em terceiro ficou o irlandês Sam Bennet, com o eslovaco Peter Sagan em quarto. Como a prova teve o pelotão chegando em bloco, os 143 primeiros colocados ganharam o mesmo tempo do líder.

O francês Julian Alaphilippe, da equipe Deceuninck-QuickStep, que chegou junto com o pelotão da frente, iria se manter na liderança da geral individual, com quatro segundos de vantagem sobre o britânico Adam Yates, da Mitchelton-Scott, e sete para o esloveno Primoz Roglic, o vencedor da etapa anterior. No entanto, foi penalizado em 20 segundos devido a um abastecimento ilegal, entregando a camisa amarela, dada ao líder, para Yates. Agora é o 16.º colocado, 16 segundos atrás do primeiro.

Na briga por pontos (camisa verde), Peter Sagan perdeu a liderança para Sam Bennet. Os dois entraram empatados na etapa, mas como Bennet terminou em terceiro e Sagan em quarto, o ciclista da Quick Step passou a 123 pontos, contra 114 do rival.

A etapa desta quinta-feira, a sexta da Volta da França, entre as cidades de Le Teil e Aigoual, de 164 km, é oposta ao que se viu nesta quarta. Quase todo o percurso em plano e uma chegada em subida no Mont Aigoual). Isso deve dar aos escaladores a oportunidade de vitória. Primoz Roglic, Egan Bernal e Nairo Quintana (colombiano da Arkea) estão bem cotados.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário