Biden anuncia plano de alívio de US$ 1,9 tri, com US$ 1.400 em pagamentos diretos

De Redação Estadão | 14 de janeiro de 2021 | 20:13

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, detalhou nesta quinta-feira, 14, o plano de alívio em virtude da covid-19 que irá propor ao Congresso, chegando à soma de US$ 1,9 trilhão. Biden pede urgência ao Legislativo, e afirma que o pacote é “ambicioso”, mas viável e capaz de salvar o país.

O principal foco da proposta é na vacinação e no alívio para os cidadãos, com o pagamento de cheques no valor de US$ 1400, que devem se somar aos US$ 600 já aprovados em dezembro. As informações foram divulgadas em comunicado enviado pela equipe do democrata, que deve fazer um discurso nesta noite sobre a proposta.

Para a vacinação, Biden prevê US$ 20 bilhões para parcerias com administrações locais. Outro foco do presidente é a reabertura de escolas, e o investimento em infraestrutura para se adequar aos protocolos da pandemia conta com US$ 130 bilhões do pacote, a fim de realizar uma “reabertura com segurança”.

A testagem para a covid-19 foi mencionada como outra prioridade, importante para que as escolas possam reabrir, área na qual o plano prevê US$ 50 bilhões. Em vista das novas variantes do coronavírus encontradas no Reino Unido e na África do Sul, Biden afirma que espera expandir “criticamente” a capacidade de sequenciamento do país.

Matheus Andrade
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.