Bielo-Rússia: 500 pessoas são presas em protestos

De Redação Estadão | 15 de novembro de 2020 | 18:03

Um grupo de direitos humanos na Bielo-Rússia diz que mais de 500 pessoas foram presas em protestos ao redor do país pedindo para que o presidente autoritário Alexander Lukashenko renuncie.

As demonstrações deste domingo continuam a onda de protestos quase diários que vêm acontecendo na Bielo-Rússia desde o início de agosto. Na capital, Minsk, a polícia usou gás lacrimogêneo e jatos de água para dispersar milhares de manifestantes.

A organização de direitos humanos Viasna reportou detenções em protestos em outras cidades, incluindo Vitebsk e Gomel. O grupo diz que o número de prisões do país passou de 500. Fonte: .

Associated Press
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário