Boa Vista: PF apreende 10 mil cestas básicas em depósito e apura compra de votos

De Redação Estadão | 14 de novembro de 2020 | 16:07

A Polícia Federal apreendeu 10 mil cestas básicas e 10 mil kits de higiene no depósito de um mercado em Boa Vista, capital de Roraima, na manhã deste sábado, 14. Os agentes suspeitam que o material seria usado para comprar votos. Documentos apreendidos pelos investigadores apontam que o valor dos materiais pode ultrapassar R$ 35 milhões, segundo informou a PF. A corporação não divulgou qual candidato seria beneficiado com a ação.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, a operação de hoje foi deflagrada após a apreensão de documentos do governo de Roraima para cadastro de beneficiários de um programa social, que ocorreu no último domingo, 8. Na ocasião, após uma denúncia de irregularidades eleitorais nas dependências de um órgão público estadual, foram encontradas fichas com dados de eleitores e “indicação de predileções eleitorais”.

“O inquérito policial indica que haveria a intenção de se utilizar programas de assistência do Governo Estadual de Roraima, como a distribuição de cestas básicas e kits de higiene, como forma de pagamento por votos no pleito eleitoral, vinculando o cadastramento para recebimento das ações à garantia do voto conforme determinado. As investigações encontraram anotações e referências nos cadastros, bem como listas com dados de eleitores e indicação de predileções eleitorais, no órgão público durante ação no último domingo”, informou a PF.

As buscas cumpridas pela manhã foram autorizadas pela 1ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima, após representação da Polícia Federal e manifestação favorável do Ministério Público Eleitoral.

A reportagem entrou em contato com o governo de Roraima e aguarda resposta. O espaço está aberto para manifestações.

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário