BoE mantém juro e QE, mas diz ser apropriado iniciar preparos para taxa negativa

De Redação Estadão | 4 de fevereiro de 2021 | 09:55

O Banco da Inglaterra (BoE, pela sigla em inglês) manteve sua taxa básica de juros em 0,10% e o tamanho do seu programa de relaxamento quantitativo (QE) em 895 bilhões de libras, como previsto por analistas. Segundo comunicado divulgado após o fim da reunião de política monetária desta quinta-feira, os nove dirigentes do banco central inglês foram unânimes em ambas as decisões.

Ainda no comunicado, o BoE avalia que a perspectiva econômica do Reino Unido continua “incomumente incerta” e depende da evolução da pandemia de covid-19. A campanha de vacinação que está em andamento poderá levar a um relaxamento das atuais medidas de restrição, disse a instituição.

O BoE também disse prever que o PIB britânico encolherá cerca de 4% neste primeiro trimestre, mudando expectativas de novembro de que haveria crescimento, e afirmou estar pronto para tomar medidas adicionais se a perspectiva de inflação piorar.

Já na ata da decisão de hoje, o BoE disse que é necessário começar a se preparar para a possível adoção de juros negativos. “Embora o Comitê tenha sido claro de que não queria mandar nenhum sinal de que pretende adotar uma taxa negativa em algum momento do futuro, de modo geral, ele concluiu que seria apropriado começar os preparativos para garantir a capacidade de fazê-lo, se necessário, no futuro”, diz o documento, referindo-se ao Comitê de Política Monetária do BC inglês.

Sergio Caldas
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.