Bolsas da Ásia fecham em alta, com política monetária na Austrália e Trump

De Redação Estadão | 6 de outubro de 2020 | 07:23

Algumas das principais bolsas da Ásia encerraram o pregão desta terça-feira (6) em alta, reagindo à manutenção da política monetária na Austrália e à alta hospitalar do presidente americano, Donald Trump.

A manutenção da política monetária australiana foi vista com bons olhos pelos investidor. O BC manteve a taxa básica de juros em 0,25%, apesar da aparente melhora, ainda que modesta, das condições econômicas locais após o choque da covid-19. O programa de financiamento da autoridade, criado para apoiar a retomada econômica, também ficou inalterado, em 200 bilhões de dólares australianos (US$ 147,52 bilhões). Por lá, o índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sidney, fechou em alta de 0,35%, aos 5.962,10 pontos.

Há, ainda, correção para cima após a alta hospitalar de Donald Trump, que agora segue seu tratamento contra a covid-19 na Casa Branca. A notícia, associada à iminência de estímulos fiscais nos Estados Unidos, impulsionou as bolsas de Wall Street ontem e, nesta terça, ofereceu suporte adicional às praças asiáticas.

Em Tóquio, capital do Japão, o índice Nikkei fechou em alta de 0,52%, aos 23.433,73 pontos, enquanto em Seul, capital da Coreia do Sul, o índice Kospi avançou 0,34%, aos 2.365,90 pontos. Já em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,90%, aos 23.980,65 pontos.

As praças da China continental seguem fechadas devido ao feriado do Dia Nacional. Os mercados locais não funcionarão ao longo de toda esta semana.

Eduardo Gayer
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário