Bolsas da Ásia fecham em baixa com novo capítulo de tensões entre EUA e China

De Redação Estadão | 7 de agosto de 2020 | 07:20

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta sexta-feira, 7, reagindo a mais um capítulo das tensões comerciais entre EUA e China. Na quinta à noite, o presidente Donald Trump emitiu ordens executivas determinando que transações dos EUA com as empresas chinesas Tencent e ByteDance – controladoras dos aplicativos WeChat e TikTok, respectivamente -, sejam interrompidas em 45 dias. Recentemente, a Microsoft expressou interesse em comprar as operações americanas da TikTok.

Na China continental, o índice Xangai Composto caiu 0,96% nesta sexta, a 3.354,04 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 1,38%, a 2.272,66 pontos.

Em Hong Kong, as ações da Tencent sofreram um tombo de 5,04%. Já o índice da bolsa local, o Hang Seng, cedeu 1,6%, a 24.531,62 pontos.

Com o novo desdobramento das complicadas relações sino-americanas, os últimos números da balança comercial chinesa ficaram em segundo plano. As exportações da China surpreenderam positivamente em julho, com expansão anual de 7,2%, bastante superior ao leve ganho de 0,1% esperado por analistas. Por outro lado, as importações tiveram queda anual de 1,4% no último mês, contrariando expectativas de alta de 1%.

Investidores na Ásia também aguardam o desfecho de negociações no Congresso americano para o lançamento de um novo pacote fiscal nos EUA, em reação à crise do coronavírus. Na quinta, o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, disse que republicanos e democratas vão tentar superar divergências sobre a questão nesta sexta. “Os dois lados estão mais próximos em muitos assuntos, mas muito distantes em alguns grandes temas”, afirmou.

Há expectativa também para o último relatório de emprego dos EUA. Conhecido como “payroll”, o documento será publicado às 9h30 (de Brasília) e costuma ter impacto significativo nos mercados financeiros.

Em outras partes da região asiática, o japonês Nikkei caiu 0,39% na Bolsa de Tóquio nesta sexta, a 22.329,94 pontos, e o Taiex registrou baixa de 0,66% em Taiwan, a 12.828,87 pontos, mas o sul-coreano Kospi avançou 0,39% em Seul, a 2.351,67 pontos, acumulando ganhos pelo quinto pregão consecutivo e atingindo o maior nível em quase dois anos.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu o tom predominante da Ásia, e o S&P/ASX 200 recuou 0,62% em Sydney, a 6.004,80 pontos.

* Com informações da Dow Jones Newswires

Sergio Caldas*
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário