Bolsas da Ásia fecham mistas, após recuperação de NY e medidas na China

De Redação Estadão | 10 de setembro de 2020 | 07:07

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quinta-feira, 10, com parte delas se valorizando após a recuperação de Wall Street ontem e as chinesas registrando perdas após relatos sobre medidas de Pequim para coibir transações especulativas.

O índice acionário japonês Nikkei subiu 0,88% em Tóquio hoje, a 23.235,47 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 0,87% em Seul, a 2.396,48 pontos, e o Taiex registrou ganho de 0,66% em Taiwan, a 12.691,75 pontos.

Nesta quarta, as bolsas de Nova York encerraram o dia em alta substancial, num movimento de recuperação puxado pelo setor de tecnologia, após acumularem robustas perdas nos três pregões anteriores.

Na Oceania, a bolsa australiana também foi beneficiada por Wall Street, e o S&P/ASX avançou 0,51% em Sydney, a 5.908,50 pontos.

Já na China continental, as bolsas ficaram no vermelho após os negócios de algumas ações do ChiNext, índice com foco em tecnologia semelhante ao americano Nasdaq, serem suspensas em função de “volatilidade anormal” em meio a relatos de que o governo tomou medidas para inibir especulação nos mercados, segundo a Reuters.

Principal índice acionário chinês, o Xangai Composto recuou 0,61%, a 3.234,82 pontos, enquanto o Shenzhen Composto – o segundo mais relevante do país – caiu 2,14%, a 2.129,25 pontos. O ChiNext teve queda de 1,60%, a 2.483,03 pontos.

Em Hong Kong, o Hang Seng cedeu 0,64%, a 24.313,54 pontos, pressionado por ações dos setores financeiro e petrolífero.

Sergio Caldas
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário