Bolsas da Ásia fecham na maioria em baixa com retomada de casos de covid na China

De Redação Estadão | 22 de janeiro de 2021 | 07:23

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta sexta-feira, 22, pressionadas pela retomada de casos do novo coronavírus na China e também no sudoeste do continente. O índice acionário japonês Nikkei caiu 0,44% em Tóquio hoje, a 28.631,45 pontos, um dia após atingir nova máxima em 30 anos, enquanto o Hang Seng recuou 1,60% em Hong Kong, a 29.447,785 pontos, o sul-coreano Kospi cedeu 0,64% em Seul, a 3.140,63 pontos, e o Taiex registrou queda de 0,83% em Taiwan, a 16.019,03 pontos.

Principal índice da China continental, o Xangai Composto encerrou o pregão em baixa de 0,40%, a 3.606,75 pontos, mas o menos abrangente Shenzhen Composto subiu 0,28%, a 2.456,24 pontos.

O recente otimismo com o avanço da vacinação contra a covid-19 pelo mundo foi afetado por um salto das infecções na China, onde a doença vinha sendo mantida sob controle. O país relatou 103 novos casos nesta sexta-feira, marcando o 11º dia seguido com mais de 100 infecções confirmadas.

A China, onde a pandemia teve início no fim de 2019, voltou a adotar restrições a viagens com o repique de casos. O governo chinês também está testando milhões de pessoas em Pequim e em outras cidades e apelou à população que evite viajar durante o feriado do ano-novo lunar, em fevereiro.

Em outras partes da Ásia, a Indonésia vem registrando aumento no número de mortos por covid-19, enquanto os casos avançam na Malásia, na Tailândia e nas Filipinas.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu o viés negativo dos mercados asiáticos, e o S&P/ASX 200 caiu 0,34% em Sydney, a 6.800,40 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires e da Associated Press).

Sergio Caldas
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.