Bolsas da Ásia fecham na maioria em baixa, com tensões EUA-China e decisão do BoJ

De Redação Estadão | 18 de dezembro de 2020 | 07:13

Os mercados asiáticos da Ásia fecharam na maioria em queda nesta sexta-feira, 18. A decisão de política monetária do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) foi monitorada, bem como o noticiário das tensões entre Estados Unidos e China, após Washington restringir negócios com empresas do país, entre elas a fabricante de microchips SMIC.

No Japão, a Bolsa de Tóquio terminou com baixa de 0,16%, em 26.763,39 pontos. O BoJ manteve os juros, mas estendeu seu programa de alívio por seis meses. Presidente do banco central, Haruhiko Kuroda disse em entrevista coletiva que o BoJ conduzirá um ajuste na política, mas sem alterar os juros negativos ou a meta de inflação em 2% e sem qualquer pretensão de apertar a política monetária.

Na China, a Bolsa de Xangai fechou em baixa de 0,29%, em 3.394,90 pontos. Os papéis foram penalizados pelo novo capítulo da investida americana contra o setor de tecnologia do país asiático. A Bolsa de Shenzhen, de menor abrangência, caiu 0,31%, a 2.367,63 pontos.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng terminou em queda de 0,67%, em 26.498,60 pontos. A decisão dos EUA de acrescentar mais 60 instituições da China a uma lista de restrições a exportações influenciou nos negócios. A fabricante de microchips chinesa SMIC, um dos alvos, teve baixa de 5,2%. Papéis dos setores financeiro e de tecnologia em geral pesaram.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi destoou da maioria e fechou em alta de 0,06%, em 2.772,18 pontos, na Bolsa de Seul. Ações de farmacêuticas e concessionárias exibiram ganhos, mas as de transportes marítimos recuaram, com o avanço da covid-19 no país igualmente em foco. Em Taiwan, o índice Taiex terminou em baixa de 0,06%, em 14.249,96 pontos.

Na Oceania, na Bolsa de Sydney o índice S&P/ASX 200 terminou em baixa de 1,20%, em 6.675,50 pontos. Um foco de casos da covid-19 em Sydney gerou o temor de que a retomada econômica da Austrália possa ser atrapalhada. (Com informações da Dow Jones Newswires).

Gabriel Bueno da Costa
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.