Bolsas da Europa fecham em baixa, com volume baixo de negociações e menor pregão

De Redação Estadão | 31 de dezembro de 2020 | 11:17

Os principais índices acionários da Europa fecharam em queda nesta quinta-feira, 31, em dia atípico nos mercados, com baixo volume de negociações e sessão abreviada por conta da véspera de Ano Novo. Além disso, as bolsas de Frankfurt e Milão não funcionaram, devido a feriados locais no último dia de 2020. O avanço dos casos de covid-19, em especial relativos à nova variação britânica do novo coronavírus, também estimula a cautela de investidores.

O índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 0,25% nesta quinta, a 399,24 pontos, recuando abaixo do patamar de 400 pontos atingido na última terça-feira, 29.

O maior recuo do dia entre os principais índices ficou por conta do FTSE 100 da Bolsa de Londres, que teve queda de 1,45%, a 6.460,52 pontos.

No acumulado anual, o índice teve queda de 14.34%. Na quarta, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, junto a autoridades de saúde do país, anunciou dados recentes relativos à covid-19 em solo britânico, que mostraram aumento de casos nas últimas semanas ligadas à nova cepa do coronavírus. Após decidir adotar mais restrições, Johnson cogitou novas medidas para conter o vírus caso os números de casos, mortes e hospitalizações piorem.

Em outras regiões da Europa, também houve aumento de contaminações e óbitos por covid-19. A Alemanha bateu na quarta-feira o seu recorde diário de mortes e, pela primeira vez, registrou mais de 1 mil vítimas fatais em um só dia. Já a França teve um aumento vertiginoso do número de casos na quarta, segundo a imprensa local, passando de 11.395 para 26.457 infecções diárias entre terça e quarta-feira.

O CAC 40, da bolsa de Paris, e o Ibex 35, de Madri, fecharam nas mínimas do dia. Enquanto o índice francês teve queda de 0,86%, a 5.551,41 pontos, o espanhol caiu 0,99%, a 8.073,70 pontos. No ano, o CAC 40 recuou 7,14% e o Ibex 35 caiu 15,45%.

Já o PSI 20 de Lisboa fechou nesta quinta-feira em baixa de 0,48%, a 4.898,36 pontos, com queda de 6,06% no acumulado anual.

O DAX de Frankfurt cresceu 3,55% em 2020, enquanto o FTSE MIB de Milão recuou 5,42%.

O clima de cautela nesta quinta superou a aprovação de vacinas contra a covid-19 ao redor do mundo, o que aumenta a perspectiva de recuperação global em 2021. Enquanto Argentina e Reino Unido aprovaram recentemente o uso emergencial da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, a China concedeu autorização provisória ao imunizante da Sinopharm.

Gabriel Caldeira
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.