Bolsas de NY fecham em alta com perspectiva de estímulos a aéreas e ata do Fed

De Redação Estadão | 7 de outubro de 2020 | 17:47

As bolsas de Nova York fecharam o pregão desta quarta-feira, 7, em alta, com o foco do mercado em possíveis estímulos direcionados ao setor aéreo nos Estados Unidos, depois que o presidente americano, Donald Trump, suspendeu as negociações com os democratas por um pacote fiscal mais amplo até depois da eleição de 3 de novembro. As ações também se fortaleceram com a divulgação da ata da mais recente reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

O índice Dow Jones subiu 1,91%, a 28.303,46 pontos, o S&P 500 avançou 1,74%, a 3.419,45 pontos, e o Nasdaq registrou alta de 1,57%, a 11.364,60 pontos.

“As aéreas, definitivamente, precisam de mais ajuda”, declarou o diretor do Conselho Econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, em entrevista à CNBC. De acordo com o assessor, Trump conversou nesta quarta-feira com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, sobre o assunto.

“O sentimento positivo foi impulsionado pela esperança de um renascimento nas negociações de estímulo dos EUA depois que o presidente Trump tuitou que estava disposto a assinar partes do projeto imediatamente”, comenta o analista Boris Schlossberg, da BK Asset Management, em referência a publicações feitas pelo presidente americano no Twitter, no fim da noite de ontem, em que defende a ajuda financeira a aéreas e outras medidas direcionadas.

“Embora os mercados tenham respondido positivamente aos comentários dele, a chance de qualquer estímulo fiscal real parece ser nula neste momento, já que o tempo e a vontade política estão ausentes”, pondera Schlossberg. Na visão dele, entretanto, os investidores do mercado acionário estão convencidos de que haverá um pacote fiscal após a eleição.

No setor aéreo, as ações da American Airlines subiram 4,31% e as da United Airlines se valorizaram 4,30%. No setor de tecnologia, Amazon avançou 3,09% e Apple ganhou 1,70%, mesmo após a divulgação de um documento em que a Câmara dos Representantes investiga a atuação dessas companhias.

Também foi divulgada hoje a ata do Fed, na qual os dirigentes reforçaram a necessidade de manter a política monetária acomodatícia.

Contato: [email protected]

Iander Porcella
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário