Bósnia relembra 25º aniversário de massacre de Srebrenica

De Redação Estadão | 11 de julho de 2020 | 13:12

A Bósnia relembra neste sábado 25 anos do massacre de Srebrenica, o único crime na Europa desde a Segunda Guerra Mundial que foi declarado genocídio, com apenas um pequeno número de sobreviventes autorizado a participar de eventos memoriais devido à pandemia do novo coronavírus.

A brutal execução em julho de 1995 de mais de 8 mil homens e meninos muçulmanos bósnios está sendo lembrada com uma série de eventos e o enterro de
restos mortais identificados recentemente de nove vítimas em um cemitério memorial nos arredores de Srebrenica, no leste da Bósnia.

O massacre de Srebrenica é o único episódio da guerra de 1992-95 da Bósnia a ser definido como genocídio, inclusive por dois tribunais da ONU. Depois de matar milhares dos muçulmanos de Srebrenica, na tentativa de esconder o crime, sérvios largaram corpos em valas comuns espalhadas por todo o leste da Bósnia. Restos mortais ainda estão sendo encontrados em valas comuns e identificados por meio de análise de DNA. Perto de 7 mil mortos já foram encontrados e identificados.

As vítimas recém identificadas são enterradas todos os anos em 11 de julho – o aniversário do dia em que os assassinatos começaram em 1995 – no cemitério memorial. Dezenas de líderes mundiais, incluindo os primeiros-ministros do Canadá, Justin Trudeau, e da Espanha, Pedro Sánchez, o Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, e o Príncipe Charles, do Reino Unido, participarão da cerimônia via mensagens de vídeo pré-gravadas. Fonte: Associated Press.

AE
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário