Caso Mariana Ferrer: Curitiba terá manifestação no sábado

De lucianpichetti | 5 de novembro de 2020 | 18:26
Foto: Divulgação

Pelo fim da cultura do estupro, por um novo julgamento e por justiça para as mulheres. Estas são as motivações de uma manifestação marcada para o próximo sábado (7), em Curitiba. O ato, chamado ‘Não existe estupro culposo’, foi organizado pelos coletivos feministas da capital após o vazamento das imagens da audiência da influencer Mariana Ferrer.

O protesto terá início às 14 horas, na Praça Santos Andrade. Até às 18h desta quinta-feira (5), 548 pessoas haviam confirmado presença e 1,1 mil demonstraram interesse em participar do ato, na página da manifestação no Facebook.

O caso

A influencer Mariana Ferrer, de 23 anos, alega ter sido estuprada pelo empresário André de Camargo Aranha, em uma boate de Florianópolis, em 2018. A jovem, que tinha 20 anos à época, era virgem e afirma ter sido drogada na festa.

Em setembro deste ano André foi absolvido da acusação de estupro de vulnerável. O juiz Rudson Marcos concordou com a tese do promotor Thiago Carriço e justificou a decisão pela falta de provas do crime.

O site The Intercept Brasil teve acesso à decisão e também à gravação de uma audiência, que mostra o advogado de Aranha, Cláudio Gastão da Rosa Filho, humilhando a vítima.

Deixe um comentário