China se prepara para reabrir suas salas de cinema depois de 6 meses fechadas

De Redação Estadão | 17 de julho de 2020 | 11:51

Fechados desde o dia 23 de janeiro para evitar a disseminação do coronavírus, que começava sua trajetória de devastação, os cinemas devem ser reabertos na China na próxima segunda-feira, 20. A informação é do Hollywood Repórter.

Nem todas as salas de cinema serão abertas agora, no entanto – apenas aquelas situadas em áreas com baixo risco de infecção.

De acordo informações da The Film Administration, salas multipex em áreas de risco alto ou moderado permanecerão temporariamente fechadas. Autoridades políticas locais seriam responsáveis por situarem suas regiões nestes parâmetros. E mesmo que haja alta procura e o risco de contaminação aumente, os cinemas podem ser fechados novamente.

Para reabrir, as salas devem funcionar com 30% de sua capacidade e apenas 50% das sessões diárias. Os espectadores terão sua temperatura medida na entrada e deverão usar máscaras e kits de higiene. Filmes com mais de duas horas não serão permitidos e os ingressos deverão ser adquiridos com antecedência e exclusivamente pela internet.

No Brasil, com a possibilidade de retomada de algumas atividades culturais a partir do fim do mês, a campanha #JuntosPeloCinema, iniciada esta semana, quer devolver ao público o gosto por esse evento momentaneamente perdido e pretende lançar um festival online antes da reabertura em si.

Redação O Estado de S. Paulo
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário