Chrissy Teigen doará US$ 200 mil para fiança de manifestantes antirracistas

De Redação Estadão | 31 de maio de 2020 | 15:30

A modelo Chrissy Teigen disse neste sábado, 30, no Twitter, que doará US$ 200 mil para pagar a fiança de manifestantes presos nos Estados Unidos durante protestos antirracistas em diversas regiões do país americano. A mobilização violenta ocorre após o assassinato de George Floyd, homem negro de 46 anos que foi asfixiado até a morte pelo policial Derek Chauvin em Minneapolis, na segunda-feira, 25.

A princípio, ela faria uma doação de US$ 100 mil, mas após crítica de um internauta, ela dobrou o valor.

“Em comemoração ao que quer que seja a p**** da noite, estou comprometida em doar US$ 100 mil para pagar a fiança de manifestantes em todo o país”, disse a modelo. Em resposta ao tuíte, uma pessoa disse que ela estaria dando dinheiro para “vândalos e criminosos”. Com isso, Chrissy afirmou: “Oh, eles devem precisar de mais dinheiro, então”, afirmando que agora seriam US$ 200 mil.

A crítica foi apagada do Twitter, mas Chrissy publicou um print no Instagram. “Eu estou com nossos heróis por aí em apoio e solidariedade. Se você não sabe mais o que fazer, toda pequena coisa ajuda. Por favor, veja meus retuítes para links diretos. Silêncio é traição”, escreveu na legenda.

Outra seguidora afirmou que gosta da modelo, mas “não há desculpa para esse comportamento e, definitivamente, não deve ser tolerado”. Em resposta, a modelo disse que não poderia expressar “quão pouco me importo em agradar você”.

Um dos retuítes aos quais ela se refere mostra perfis de advogados que estão oferecendo os próprios serviços para os manifestantes presos em diversas cidades dos Estados Unidos.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário