Com covid-19, réu da Faroeste pede remoção

De Redação Estadão | 19 de maio de 2020 | 07:27

O Ministério Público (MP) enviou parecer ao ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Og Fernandes contra a transferência para o hospital do suposto conselheiro da Guiné-Bissau Adaílton Maturino, preso por liderar esquema de venda de sentença no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Maturino foi diagnosticado com covid-19. Segundo a Procuradoria, ele recebe tratamento adequado na prisão. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário