Com covid, Sam Querrey não cumpre protocolo e abandona São Petersburgo de jatinho

De Redação Estadão | 15 de outubro de 2020 | 14:35

O tenista norte-americano Sam Querrey, número 49 do ranking mundial, usou um jato particular para deixar na madrugada de quinta-feira a cidade de São Petersburgo, na Rússia, onde foi testado positivo para coronavírus no domingo, véspera do início do ATP 500.

Acompanhado da mulher, Abby, e do filho, Ford, de oito meses, também doentes, o jogador não quis se submeter ao protocolo local que exige 15 dias de internação para os infectados com o coronavírus e nem esperou para ser testado mais uma vez. O paradeiro do avião é desconhecido até agora.

A ATP comentou o fato: “A ATP está ciente de um incidente envolvendo um jogador que cometeu uma violação grave do protocolo de covid-19 no torneio de São Petersburgo. A adesão aos protocolos de segurança é fundamental para garantir que os eventos ocorram com segurança e dentro das diretrizes estabelecidas pelas autoridades locais. Os jogadores e os membros de sua equipe de apoio são lembrados de que violações de protocolo podem prejudicar a capacidade de operação de um evento e ter repercussões no restante do circuito. De acordo com o código de conduta da ATP, estamos levando esse assunto muito a sério, pois uma investigação está em andamento.”

Aos 33 anos, Querrey soma cinco títulos conquistados na carreira, cujo melhor resultado em torneios de Grand Slam foi uma semifinal de Wimbledon, em 2017.

Disputado desde 1995, o torneio de São Petersburgo foi elevado à categoria de ATP 500 neste ano e divide US$ 1,2 milhão (cerca de 6,7 milhões) está sendo disputado com a presença de público, que pode ocupar até 50% dos 7 mil lugares existentes na Sibur-Arena.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário