Com novo ICMS em SP, produtos do varejo ficam até 13,4% mais caros, diz Alshop

De Redação Estadão | 3 de fevereiro de 2021 | 15:21

O decreto do governo do Estado de São Paulo que determinou o aumento do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) encareceu produtos do varejo em até 13,4% com a nova alíquota, segundo pesquisa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e Associação Paulista de Supermercados (Apas), divulgada pela Associação de Lojistas de Shoppings (Alshop).

Produtos como luminárias subiram até 13,4%; peças de vestuário, artigos de couro e calçados, por sua vez, até 7,3%; produtos eletrônicos, mais 4,4%; móveis e colchões, 1,8%.

Segundo a pesquisa, o setor também sofre com o aumento dos custos indiretos, pois os impostos sobre máquinas e equipamentos usados nas indústrias e serviços de telecomunicações ficaram mais caros. Além disso, entra na conta o preço dos combustíveis.

O levantamento indica que esses custos indiretos devem se refletir em uma alta de até 5% no custo operacional do comércio.

Talita Nascimento
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.