Com raiva, Zidane rebate críticas e garante permanência no comando do Real Madrid

De Redação Estadão | 5 de fevereiro de 2021 | 14:30

Em sua primeira entrevista após passar duas semanas em recuperação da covid-19, o técnico Zinedine Zidane derramou toda a sua raiva contra a imprensa espanhola, após inúmeros rumores de que poderia deixar o comando do Real Madrid.

“Não estou feliz, estou com raiva, sim, porque acho que não mereço isso. Um dia estou fora ou um pouco dentro, depois no dia seguinte, se empatarmos ou perdermos, estou fora. Toda vez preciso me justificar com os jogadores para conseguir trabalhar”, disse Zidane, nesta sexta-feira, em entrevista coletiva.

Em terceiro lugar no Campeonato Espanhol, com 40 pontos, ao lado do rival Barcelona, e a dez do líder Atlético de Madrid, o Real é o atual campeão nacional e está classificado para as oitavas de final da Liga dos Campeões, competição na qual vai enfrentar a Atalanta em 24 de fevereiro e 16 de março.

“Na próxima temporada, talvez, tenhamos que fazer mudanças, alterações, um novo pensamento, mas este ano temos o direito de lutar e vamos lutar”, afirmou o treinador. “Sempre disse que tenho a sorte de estar aqui e não vou sair daqui. Fala-se sempre muito, é verdade que é uma situação incômoda, não estamos bem ultimamente, não ganhamos jogos suficientes, mas somos encorajados a mudar a situação e é isso que vamos tentar.”

O Real tem uma ótima oportunidade neste sábado de melhorar o clima dentro e fora do clube, pois terá como rival o Huesca, atual lanterna do Campeonato Espanhol, fora de casa.

Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.