'Comece a ser um líder, se for capaz', diz governador de SP

De Redação Estadão | 15 de maio de 2020 | 07:16

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reagiu nesta quinta-feira às declarações de Jair Bolsonaro e cobrou que o presidente “comece a ser um líder, se for capaz”. “Hoje (ontem), mais uma vez, o presidente da República perde a chance de defender a saúde e a vida dos brasileiros. São Paulo está lutando para proteger vidas.”

O governador disse que Bolsonaro “despreza vidas”. “Ele prefere fazer comícios, andar de jet-ski, treinar tiros e fazer churrasco. Enquanto isso, milhares de brasileiros estão morrendo todos os dias. Acorde para a realidade, presidente Bolsonaro. Saia da bolha de ódio e comece a ser um líder, se for capaz.”

O governador paulista afirmou lamentar que o presidente, em vez de trabalhar pela saúde do povo, “esteja mais preocupado em atender um pequeno grupo de empresários ligados à Fiesp”.

“Gostaria que o Brasil tivesse um líder que liderasse o combate ao coronavírus, a luta pela vida, o respeito pela ciência, medicina e saúde. Um presidente que fosse solidário, visitando hospitais de campanha, cidades que estão em colapso”, declarou o tucano, que vem protagonizando embates frequentes com Bolsonaro durante a crise sanitária.

Doria deixou mais uma vez um “convite” ao presidente: “Em vez de pedir para jogar pesado contra São Paulo, jogue a favor do Brasil”, afirmou o tucano. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário