Conheça o ator com síndrome de Down que participará do Oscar 2020

De Redação Estadão | 7 de fevereiro de 2020 | 16:19

O ator Zack Gottsagen, de 34 anos, será um dos artistas responsáveis por anunciar e entregar os prêmios na cerimônia do Oscar 2020. Ele possui síndrome de Down, e estrelou em 2019 o filme The Peanut Butter Falcon, criado especificamente para ele.

Gottsagen nasceu na Flórida, e desde de criança foi incentivado pelos seus pais a tentar realizar seu sonho de se tornar um ator. Apesar disso, ele tinha dificuldade de conseguir papéis em filmes, em especial pela falta de espaço no meio cinematográfico para pessoas com síndrome de Down.

Tudo mudou quando Gottsagen conheceu os diretores Tyler Nilson e Michael Schwartz. Eles estavam gravando um curta metragem em um acampamento de férias para pessoas com deficiência e notaram que Zack era “um ator muito bom”. “Ele se destacou, e nos disse que queria ser um astro de cinema”, disse Schwartz em entrevista para o Academy Conversations.

A partir daí os dois diretores decidiram escrever o roteiro de um filme para Zack, que ajudasse a realizar o sonho do ator. Em entrevista para o programa This Morning, porém, Nilson relatou as dificuldades que eles encontraram para financiar o longa, por ter um protagonista com síndrome de Down.

“Nos ofereceram dinheiro caso substituíssemos Zack, e nós jamais faríamos isso. Nos disseram que o filme não era comercializável, que as pessoas não iriam ver, muitos serviços de streaming não quiseram o filme pois eles disseram que o Zack não tinha um rosto comercializável”, relata o diretor.

Apesar dos desafios, a equipe conseguiu o financiamento e o filme foi produzido, contando com atores famosos como Shia LaBeouf e Dakota Johnson no elenco. The Peanut Butter Falcon conta a história de um jovem com síndrome de Down que vive em uma casa de repouso e decide fugir para concretizar seu sonho de se tornar um lutador de luta livre.

Em entrevista para a Variety, Zack comentou que o processo para se preparar para a produção foi simples, pois o longa essencialmente fala sobre o próprio Zack, uma pessoa que enfrenta dificuldades para realizar seu sonho devido à falta de oportunidades por ter síndrome de Down, mas que não desiste dele e busca realizá-lo.

O ator comentou que o filme significa muito para ele. Zack falou ainda sobre a mensagem que quer passar para pessoas com essa síndrome ou outras deficiências que querem ser atores. “Todos podem tentar o seu melhor. Eu não irei descansar, eu não irei parar de tentar, até que as pessoas entendam que essas crianças com a síndrome podem ser excelentes atores.”

Gottsagen foi bastante elogiado pelo seu desempenho na obra, ele inclusive recebeu o prêmio de melhor ator iniciante da Associação de Críticos de Hollywood. “Não havia ninguém além de Zack que nós queríamos honrar com esse prêmio, já que a atuação dele é igualmente comovente e autêntica”, disse Ashley Menzel, diretora de operações da cerimônia.

Alguns veículos inclusive disseram que ele merecia uma indicação ao Oscar. No fim, mesmo não estando entre os indicados, o ator conseguirá participar da cerimônia. “Não posso esperar. Obrigado”, agradeceu Gottsagen em seu Instagram.

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais

João Pedro Malar*
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário