Curitiba ganhará pista de skate profissional

De Scheila Pessoa | 9 de março de 2020 | 10:29
(Foto: Ilustração)

No ano em que o skate estreia como esporte olímpico no Japão, Curitiba se prepara para ganhar uma das maiores e mais modernas pistas de skate do país. Com potencial para atrair eventos de alto nível na modalidade street, a pista pública está sendo construída pela Prefeitura no canteiro central da Avenida Presidente Wenceslau Braz.

Com 130 metros de comprimento, a nova pista será basicamente em cimento e ocupará uma área de 1.170 metros quadrados (um campo e meio de futebol). O projeto foi especialmente contratado pela Pra Skate – Associação Paranaense do Desenvolvimento e Cultura do Skate e doado ao município, que está investindo na construção.

“Hoje no Brasil não existe nada parecido em termos de pista pública. Curitiba já é um celeiro de campeões, mas ainda não tinha uma pista pública de alta performance. A cidade subirá para um nível mais profissional nesse esporte, que acabou de se tornar olímpico”, afirmou o skatista Raphael Braciak (Urso), integrante da Pra Skate e um dos idealizadores do projeto.

A pista está sendo construída pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e segue um formato que se integra à cidade. Como se fosse uma praça pública ela simula obstáculos do ambiente urbano: degraus, meios-fios, desníveis, ruas e outros.

“Os obstáculos dessa pista remetem a locais muito usados por skatistas como a Praça da Sé (São Paulo), Praça XV (Rio de Janeiro), Macba (Museu em Barcelona-Espanha). Tudo isso distribuído ao longo da pista”, explicou Fernando Johnson, presidente da Pra Skate.

Espaço democrático, no coração da cidade

Atualmente Curitiba conta cerca de 30 pistas públicas de skate, e todas são para nível iniciante. Esta é a primeira com condições para a prática profissional do esporte. O local escolhido para receber a obra também é estratégico, entre os bairros Guaíra, Fanny e Parolin.

“No meio da cidade, onde tem linhas de ônibus e de fácil de acesso, um lugar que é exatamente o espírito democrático do skate, onde pessoas de várias idades e condição social se encontram”, falou Johnson, que é skatista há 45 anos e um dos precursores do esporte no Paraná.

Colaboração Prefeitura de Curitiba

Deixe um comentário