CVM aceita termo de compromisso com executivos da JBS no valor de R$ 741 mil

De Redação Estadão | 13 de maio de 2020 | 12:20

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aceitou o Termo de Compromisso proposto por diretores da JBS para encerrar um processo sancionador relativo a irregularidades em divulgação de informações da empresa. Ao todo serão pagos R$ 741 mil à autarquia.

Desse total, R$ 546 mil serão pagos pelo ex-diretor de Relações com Investidores da JBS Jeremiah Alphonsus O’Callaghan e R$ 195 mil pelo atual diretor de Relações com Investidores da JBS. Além disso, a CVM solicitou que a Superintendência de Relações com Empresas (SEP) esclarecesse se seriam necessárias novas publicações a título de correção das irregularidades apontadas.

O processo foi instaurado pela SEP e concluiu pela responsabilização de Jeremiah Alphonsus OCallaghan, por deixar de divulgar os comunicados sobre transações entre partes relacionadas celebradas com Flora Produtos de Higiene e Limpeza Ltda. e JBJ Agropecuária Ltda.

“Durante a negociação de proposta de Termo de Compromisso com a CVM, como uma das medidas necessárias para a superação do impedimento jurídico apontado, o atual DRI da Companhia, Guilherme Perboyre Cavalcanti, foi incluído como proponente no termo de compromisso apresentado”, informou a CVM.

Os executivos terão ainda que divulgar ao mercado o “comunicado saneador” e encaminhar à CVM declaração atestando que foi feita revisão dos Formulários de Referência e das Demonstrações Financeiras da companhia, de modo a evidenciar que a divulgação das transações com partes relacionadas está aderente às normas vigentes sobre o assunto.

Denise Luna
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário