Déficit nominal do setor público soma R$ 115,820 bi em abril, diz BC

De Redação Estadão | 29 de maio de 2020 | 10:36

O setor público consolidado registrou um déficit nominal de R$ 115,820 bilhões em abril, informou o Banco Central. Em março, o resultado nominal havia sido deficitário em R$ 79,699 bilhões e, em abril de 2019, deficitário em R$ 28,048 bilhões.

No mês passado, o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) registrou déficit nominal de R$ 109,513 bilhões. Os governos regionais tiveram saldo negativo de R$ 5,560 bilhões, enquanto as empresas estatais registraram déficit nominal de R$ 746 milhões.

O resultado nominal representa a diferença entre receitas e despesas do setor público, já após o pagamento dos juros da dívida pública.

Em função da pandemia do novo coronavírus, que reduziu a arrecadação dos governos e elevou as despesas, o déficit nominal foi mais elevado no mês de abril. A tendência é de que isso se repita nos próximos meses.

No primeiro quadrimestre , o déficit nominal somou R$ 225,754 bilhões, o que equivale a 9,57% do Produto Interno Bruto (PIB).

Em 12 meses até abril, há déficit nominal de R$ 545,716 bilhões, ou 7,48% do PIB.

Gasto com juros

O setor público consolidado teve gasto de R$ 21,517 bilhões com juros em abril, após esta despesa ter atingido R$ 56,044 bilhões em março, informou o Banco Central.

O Governo Central teve no mês passado despesas na conta de juros de R$ 17,348 bilhões. Os governos regionais registraram gasto de R$ 3,617 bilhões e as empresas estatais, de R$ 552 milhões.

No primeiro quadrimestre , o gasto com juros somou US$ 143,171 bilhões, o que representa 6,07% do PIB.

Em 12 meses até abril, as despesas com juros atingiram R$ 381,286 bilhões (5,23% do PIB).

Lorenna Rodrigues
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário