Demanda por voos domésticos avança 1,57% em novembro, diz Abear

De Redação Estadão | 18 de dezembro de 2019 | 13:16

A demanda por voos domésticos no Brasil avançou 1,57% em novembro em relação ao mesmo mês do ano passado, enquanto a oferta subiu 2,99%. A taxa de ocupação, nesse contexto, caiu 1,15 ponto porcentual para 82,53% no mês. Esse é o primeiro recuo da taxa de ocupação desde fevereiro, informa a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear).

Segundo a entidade, a queda na taxa de ocupação ocorreu em um cenário de corrida das empresas para repor a capacidade perdida no mercado desde a paralisação das operações da Avianca Brasil, em abril.

Em novembro, foram realizadas pouco mais de 8,1 milhões de viagens aéreas domésticas em novembro, um crescimento de 3,05% em relação ao ano anterior (240 mil passageiros adicionais).

No acumulado de 11 meses, a demanda doméstica registrou crescimento de 0,71% e a oferta recuou 1,24% ante igual período de 2018. A taxa de ocupação no acumulado do ano subiu 1,60 ponto porcentual, para 82,63%.

Faltando apenas um mês para o fechamento do quadro estatístico do ano, somam aproximadamente 86,4 milhões os passageiros domésticos transportados em 2019, volume 1,56% superior que ao mesmo ponto de 2018 (mais de 1,3 milhão de viajantes adicionais).

Mercado internacional

A demanda por viagens entre o Brasil e o exterior em novembro apresentou desaquecimento de 8,01% em relação ao mesmo mês de 2018. Em paralelo, a oferta teve contração de 10,06%. O recuo da oferta em nível superior à diminuição da demanda resultou em alta de 1,87 ponto porcentual do fator de aproveitamento das operações, que foi de 83,72% no mês.

Apesar do aumento da ocupação dos voos, o volume de passageiros internacionais foi 11,23% inferior do que há um ano (quase 100 mil passageiros a menos), totalizando 664 mil viagens no mês.

De janeiro a novembro, a demanda por transporte aéreo internacional cresceu 1,21%, enquanto a oferta ficou 1,16% abaixo de igual intervalo de 2018. A taxa de ocupação subiu 1,98 ponto porcentual para 84,37%.

Somam 8,3 milhões os passageiros internacionais transportados pelas aéreas brasileiras, recuo de 1,40% no total acumulado em 11 meses (baixa de pouco mais de 118 mil passageiros).

Os dados Abear incluem as operações de suas associadas (Gol, Latam, MAP, Twoflex e Voepass) e trazem números agregados das demais empresas atuantes no mercado nacional.

Beth Moreira
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.