Diretor francês é detido, acusado de abusar de atriz quando ela era adolescente

De Redação Estadão | 15 de janeiro de 2020 | 08:53

Um cineasta francês está sob custódia enquanto as autoridades investigam acusações de que ele abusou sexualmente de uma atriz quando ela tinha entre 12 e 15 anos. O diretor Christophe Ruggia foi detido para interrogatório nesta terça-feira, 15, com base em acusações da atriz Adele Haenel no ano passado, de acordo com a promotoria de Paris.

Ruggia nega as acusações. Ele está enfrentando acusações potenciais de assédio sexual e agressão sexual a menores por uma pessoa com autoridade, de acordo com o escritório do promotor.

Adele Haenel diz que o diretor a tocou repetidamente de forma inadequada durante e após as filmagens do filme Les Diables no início dos anos 2000. A atriz disse à mídia francesa que não registrou uma queixa legal porque não confiava no sistema jurídico francês.

A investigação é incomum na França, que não viu uma onda de acusações de má conduta sexual por homens em posições de poder como o movimento #MeToo que abalou a política de Hollywood e dos Estados Unidos. Fonte: Associated Press.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.