Djokovic bate freguês sem sustos na estreia do Aberto da Austrália; Thiem avança

De Redação Estadão | 8 de fevereiro de 2021 | 08:41

O atual número 1 do mundo passou com tranquilidade pela estreia no Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam da temporada. Nesta segunda-feira, o sérvio Novak Djokovic não teve trabalho para derrotar o francês Jeremy Chardy, um velho freguês no circuito profissional, por 3 sets a 0 – com parciais de 6/3, 6/1 e 6/2, em 1 hora e 32 minutos de partida.

Djokovic e Chardy têm a mesma idade, 33 anos, e se enfrentam desde 2009. O sérvio venceu todos os 14 jogos disputados entre eles e nunca perdeu nenhum set para o francês, que é o 61.º colocado do ranking da ATP. No total já são 33 sets seguidos a favor do número 1 do mundo.

Maior campeão do Aberto da Austrália, com oito títulos, Djokovic tem um histórico de 76 vitórias e apenas oito derrotas no torneio em Melbourne. O sérvio venceu as duas últimas edições e defende uma invencibilidade de 15 jogos. Seu último revés aconteceu nas oitavas de final de 2018 para o sul-coreano Hyeon Chung.

O próximo adversário de Djokovic será o norte-americano Frances Tiafoe, de 23 anos e 64.º do ranking da ATP, que derrotou o italiano Stefano Travaglia por 3 sets a 0 – com parciais de 7/6 (7/5), 6/2 e 6/2. O confronto entre os dois é inédito no circuito profissional.

Ainda tentando embalar na temporada, o austríaco Dominic Thiem, terceiro do ranking, ainda não jogou tudo o que sabe, mas fez o suficiente para superar a estreia. Após começo meio lento, engrenou e derrotou o casaque Mikhail Kukushkin por 3 sets a 0 – com parciais de 7/6 (7/2), 6/2 e 6/3.

Terceiro mais bem cotado ao título e vice-campeão no ano passado, Thiem já sabe quem enfrentará na segunda rodada. Será o alemão Dominik Koepfer, que bateu o boliviano Hugo Dellien, que entrou na chave como “lucky-loser”, por 3 sets a 0 – com parciais de 7/5, 6/2 e 6/4.

Quem levou um susto foi o alemão Alexander Zverev, sétimo colocado do ranking, que saiu perdendo para o americano Marcos Giron, mas conseguiu dar a volta por cima e derrotou o rival, atual número 73 do mundo, de virada por 3 sets a 1 – com parciais de 6/7 (8/10), 7/6 (7/5), 6/3 e 6/2. O sexto favorito encara agora o americano Maxime Cressy, que ganhou do japonês Taro Daniel por 3 a 0 – parciais de 7/6 (7/1), 7/6 (7/3) e 6/4.

OUTROS JOGOS – Dos cabeças de chave que estrearam em Melbourne nesta segunda-feira, dois foram eliminados precocemente. São os casos dos franceses Gael Monfils, 10.º pré-classificado, que foi batido pelo finlandês Emil Ruusuvuori por 3 sets a 2 – parciais de 3/6, 6/4, 7/5, 3/6 e 6/3 -, e Benoite Paire (25.º), derrotado pelo bielo-russo Egor Gerasimov por 3 a 1 – parciais de 6/2, 2/6, 7/6 (7/5) e 7/5.

Os pré-classificados que conseguiram avançar à segunda rodada foram o argentino Diego Schwartzman (8), os canadenses Milos Raonic (14) e Felix Auger-Aliassime (20), o espanhol Pablo Carreño Busta (15), o suíço Stan Wawrinka (17), o búlgaro Grigor Dimitrov (18), o sérvio Dusan Lajovic (23), o americano Taylor Fritz (27) e os franceses Ugo Humbert (29) e Adrian Mannarino (32).

Também venceram o americano Reilly Opelka, os franceses Corentin Moutet e Alexandre Muller, o espanhol Pedro Martinez, o húngaro Marton Fucsovics, o russo Aslan Karatsev, o sérvio Miomir Kecmanovic, o casaque Alexander Bublik, o checo Jiri Vesely e os australianos Alex Bolt, James Duckworth, Bernard Tomic e Nick Kyrgios.

Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.