Doria amplia quarentena até 10 de maio no Estado de São Paulo

De Redação Estadão | 17 de abril de 2020 | 12:44

O governo de São Paulo prorrogou a quarentena no Estado para retardar a propagação do novo coronavírus, que venceria no próximo dia 22, quarta-feira. Agora, a medida vale até o dia 10 de maio. De acordo com o governador João Doria (PSDB), a medida vale para os 645 municípios paulistas e tem por objetivo evitar o colapso do sistema de saúde.

Havia a discussão se a ampliação valeria em todo o Estado, uma vez que dirigentes vêm recebendo pressões de prefeitos do interior para liberar aberturas parciais do comércio em municípios onde a doença ainda não chegou.

São Paulo é o Estado com maior número de mortes e casos confirmados do novo coronavírus no País. De acordo com balanço mais recente da Secretaria Estadual da Saúde, São Paulo já tem 853 óbitos pela doença. Os casos confirmados são 11.568. Em todo o Brasil, o número de mortes de pessoas infectadas pelo novo coronavírus chegou 1.924 nesta quinta-feira, com um total de 30.425 casos, de acordo com o Ministério da Saúde.

O sistema de saúde estadual e municipal já sofrem com sobrecarga em leitos de UTI, principalmente na capital e na região metropolitana.

De acordo com o governo do Estado, a taxa de isolamento se manteve em 50% na quarta-feira, 16, número registrado tanto na segunda quanto na terça-feira. O ideal para controlar a disseminação da doença, segundo o gestão Doria, é 70%. O governo afirma que uma taxa baixa de adesão pode fazer com que o número de leitos disponíveis no sistema de saúde não seja suficiente para atender à população.

Bruno Ribeiro, Pedro Venceslau e Paloma Cotes
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário