Dudu agradece torcida do Palmeiras e promete voltar para 'terminar trajetória'

De Redação Estadão | 16 de julho de 2020 | 07:35

O atacante do Dudu deixou o Brasil no início da madrugada desta quinta-feira com destino a Doha, no Catar. O jogador foi liberado pelo Palmeiras para viajar e acertar os últimos detalhes de sua transferência para o Al Duhail. Antes de viajar, o atleta se despediu da torcida palmeirense e prometeu que um dia voltará para terminar sua trajetória no clube.

“Estou feliz por um lado e triste por outro, por dar uma pausa agora na minha trajetória no Palmeiras. A gente sabe o carinho que tem com o clube e que a torcida tem comigo, mas como falei hoje (quarta) para meus companheiros no CT e com o pessoal do clube: não é um adeus, é uma pausa na minha trajetória no Palmeiras”, disse o jogador, em entrevista no Aeroporto de Guarulhos.

Dudu ainda confirmou que vai assinar contrato com o Al Duhail nos próximos dias e nem deve retornar ao Brasil. “Saio bem tranquilo, com meu coração em paz, com a minha consciência tranquila porque sempre procurei fazer o melhor e fiz meu melhor com a camisa do Palmeiras. Deixo um abraço e meu muito obrigado ao torcedor e a todos os que me acompanharam neste período. Espero que continuem me acompanhando. Não é um adeus, é um até logo”, garantiu.

Dudu foi negociado pelo Palmeiras por empréstimo de 7 milhões de euros (R$ 42,9 milhões) de um ano. Após esse período, o Al Duhail poderá comprar 80% dos direitos econômicos do jogador por mais 6 milhões de euros (R$ 36,7 milhões) e o valor pode subir mais 1 milhão de euros (R$ 6 milhões) caso ele atinja metas preestabelecidas pelo acordo.

Assim sendo, existe a possibilidade de o jogador voltar ao Palmeiras em 2021. “Não sei (se vai permanecer somente um ano). Vamos ver. Tenho contrato de um ano por enquanto. Se tiver de ficar vou ficar feliz, se tiver de voltar vou voltar feliz”, afirmou.

Na quarta-feira, Dudu foi até a Academia de Futebol para se despedir do técnico Vanderlei Luxemburgo e do elenco palmeirense. O jogador revelou que se emocionou com o momento. “Foi um pouco triste (a despedida na Academia), emocionado um pouco por tudo o que eu fiz nesses cinco anos e meio no Palmeiras, pelos funcionários, pelas amizades que fiz, pelos jogadores que a gente deixa com amizade. Espero que seja uma nova etapa na minha vida”, projetou.

ACUSAÇÃO DE AGRESSÃO – atacante também comentou sobre a acusação de sua ex-mulher, Mallu Ohana, que afirma ter sido agredida pelo jogador. Ele voltou a se defender e disse ter pedido desculpas aos jogadores por ter colocado o nome do Palmeiras nas páginas policiais.

“É um momento em que tenho de ir, passei momentos difíceis na minha vida particular. Falei no CT hoje para o pessoal e pedi desculpas por ter envolvido o nome do Palmeiras nessas páginas policiais. Quem me conhece sabe do meu caráter e índole. Estou provando que não fiz as coisas que estão me acusando. Estou tranquilo e viajo bem em paz”, assegurou.

Ele ainda afirmou que a acusação não deve atrapalhar nas negociações com o time do Catar e que a situação já está sendo resolvida. “Não gosto muito de falar nesse problema, que são coisas que a polícia já está resolvendo. Tenho minha cabeça tranquila, meu coração tranquilo e estou provando minha inocência. Meus advogados e todos que trabalham comigo, o Palmeiras, o clube que estou indo agora, todos estão cientes. Vou preocupado só em jogar futebol”, disse atleta, que o Palmeiras com 305 jogos, 70 gols marcados e três títulos conquistados: o Campeonato Brasileiro de 2016 e 2018 e a Copa do Brasil de 2015.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário