É momento de deixar instituições trabalharem, diz Fed, sobre eleições

De Redação Estadão | 5 de novembro de 2020 | 17:56

Presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell fez um comentário protocolar sobre sua avaliação relativa aos efeitos das eleições para a Casa Branca e o Congresso nos EUA para a administração da política monetária, ao destacar que o pleito “não foi foco central de discussão da reunião do FOMC”, referindo-se à sigla em inglês para o Comitê Federal de Mercado Aberto. “É momento de deixar as instituições trabalharem”, disse Powell.

De acordo com Powell, os dirigentes do Fed poderão “olhar para novas ferramentas” de política monetária, se as condições econômicas dos EUA deteriorarem.

Ele ressaltou que a recuperação do nível de atividade no país está indo bem, inclusive superando expectativas, mas o nível das condições da demanda agregada está mais baixo do que a registrado no início do ano, antes da pandemia do coronavírus.

Segundo o presidente do Fed, a atuação da política monetária não vai financiar diretamente a expansão fiscal do governo, necessária para estimular a economia dos EUA.

Ele ressaltou que o programa de afrouxamento quantitativo, com a compra de títulos do Tesouro pelo Fed, não altera o total da dívida do governo americano. “A separação entre políticas monetária e fiscal é crucial”, argumentou.

Ricardo Leopoldo (correspondente) e Iander Porcella
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário