EUA: CDC recomenda que profissionais de saúde sejam os primeiros vacinados

De Redação Estadão | 1 de dezembro de 2020 | 20:25

Um painel consultivo ligado ao Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos votou nesta terça-feira, 1º, para recomendar que os profissionais de saúde e residentes de instalações de cuidados de longa duração sejam os primeiros vacinados contra o coronavírus.

O órgão sugere que o grupo seja o primeiro atendido pelas doses iniciais, que devem chegar ao país nos próximos dias.

As autoridades federais disseram esperar que haja cerca de 40 milhões de doses disponíveis em dezembro. As vacinas iniciais disponíveis são administradas em duas doses com três ou quatro semanas de intervalo, portanto, pode haver o suficiente para 20 milhões de pessoas serem vacinadas nas primeiras semanas. Espera-se que os suprimentos aumentem durante 2021.

Os reguladores de saúde dos EUA devem decidir nas próximas semanas se autorizam o uso de emergência de dois imunizadores: um da Pfizer, em parceria com BioNTech, e outro da Moderna. As empresas têm fabricado as doses, mas pode levar vários meses para fazer o suficiente para vacinar a população em geral. Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.