EUA impõem sanções a hackers supostamente ligados ao governo do Irã

De Redação Estadão | 17 de setembro de 2020 | 12:30

Os Estados Unidos impuseram nesta quinta-feira, 17, sanções a um grupo de hackers supostamente ligado ao ministério de Inteligência do Irã. “Escondido por trás de uma empresa de fachada, a Rana Intelligence Computing Company, o governo do Irã empregou uma campanha de malware que teve como alvo dissidentes iranianos, jornalistas e empresas internacionais do setor de viagens”, diz o comunicado do Tesouro americano.

De acordo com o secretário da pasta, Steven Mnuchin, o regime iraniano usa o ministério da Inteligência para intimidar empresas e civis e “fazer avançar sua agenda desestabilizadora em todo o mundo”.

“Os Estados Unidos estão determinados a conter as campanhas cibernéticas ofensivas, destinadas a colocar em risco a segurança e causar danos ao setor de viagens internacionais”, acrescenta Mnuchin, em nota.

Como resultado das sanções, todos os bens nos EUA de indivíduos ligados à Rana estão bloqueados.

Eduardo Gayer
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário