'Falas Negras', um especial para ficar na história

De Redação Estadão | 20 de novembro de 2020 | 07:05

Especial da Globo, que será exibido nesta sexta, 20, após a novela das 9, Falas Negras promete momentos de muita emoção. Criado por Manuela Dias, o projeto coloca em cena atores dando voz a 22 depoimentos de pessoas que lutaram por justiça e contra o racismo. Sobre o programa, que promete ser um marco, o diretor Lázaro Ramos respondeu a algumas perguntas, que poderão ser conferidas, na íntegra, no portal do Estadão. A seguir, trechos da entrevista.

Qual o objetivo do especial?

É uma convocação a conhecermos a história da luta negra, que muitas vezes fica escondida. São vários personagens, alguns desconhecidos para muita gente, inclusive para mim que estudo o assunto.

Qual a importância de ouvir essas falas?

Acho que é conhecer nossa história e, ao mesmo tempo, ser estimulado a conhecer mais para além dali e o meu desejo é não ficar no lugar da queixa, mas um estímulo para repensar nosso futuro.

Qual é o significo do baobá em cena?

Por viver tanto tempo, o baobá acabou virando uma espécie de testemunha desses fragmentos de história que a gente está contando, que começa em 1600 e vem até 2020.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Eliana Silva de Souza
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário