Faturamento da indústria cresce 9,3% em junho, diz CNI

De Redação Estadão | 5 de agosto de 2020 | 10:55

De acordo com os Indicadores Industriais divulgados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quarta-feira, 5, o faturamento das fábricas brasileiras cresceu pelo segundo mês em junho, registrando alta de 9,3% ante maio, já considerando os efeitos sazonais entre os dois meses. Na comparação com junho do ano passado, porém, houve recuo de 2,6%.

A melhoria nos últimos dois meses não foi suficiente para reverter os recuos nos meses anteriores e, no ano, o faturamento acumula queda de 7,1% em relação ao mesmo, período de 2019.

Já o emprego na indústria cresceu 0,2% em junho ante maio, depois de quatro meses de recuo. Continua caindo 4,4%, porém, na comparação com o mesmo mês do ano passado. De janeiro a junho, o emprego no setor encolheu 2,4%.

A recuperação no faturamento teve reflexo nas horas trabalhadas nas fábricas, que cresceram 6,8% em relação a maio, considerando o ajuste sazonal.

Com isso, a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) na indústria chegou a 71,8% em junho, alta de 0,9 pontos porcentuais em relação ao mês anterior.

Já a massa salarial real na indústria aumentou 8,8% em relação a maio, mas recuou 8,7% na comparação com junho de 2019. O rendimento médio real no setor teve alta de 8,1% no mês, mas queda de 4,5% no comparativo anual.

“Essas altas de junho podem ser explicadas pelo fim de acordos de suspensão do contrato de trabalho e/ou redução de jornada e de salário”, disse a CNI.

Lorenna Rodrigues
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário