Febraban proíbe 2 correspondentes bancários de atuarem no crédito consignado

De Redação Estadão | 13 de novembro de 2020 | 13:56

A Febraban proibiu permanentemente dois correspondentes bancários de oferecer crédito consignado em nome dos bancos. De acordo com a entidade, é a primeira vez que punições definitivas como essas são aplicadas desde a entrada em vigor da Autorregulação do Crédito Consignado, em 2 de janeiro deste ano. A Febraban não cita a quais bancos esses correspondentes estavam relacionados.

No dia 8 de novembro, foram aplicadas sanções contra outros 159 correspondentes bancários em razão de reclamações de consumidores sobre oferta irregular do produto, de acordo com a Febraban.

A entidade informa que 98 correspondentes foram advertidos e 61 tiveram suas atividades suspensas desde o início do ano.

Nos casos em que houve reincidência, os agentes tiveram suas atividades suspensas por prazos que variam de 5 a 30 dias. Além disso, dois tiveram a atuação interrompida permanentemente.

Segundo a Febraban, os bancos que não aplicarem as sanções poderão ser multados pelo Sistema de Autorregulação por conduta omissiva, cujos valores variam de R$ 45 mil até R$ 1 milhão.

As multas arrecadadas serão destinadas a projetos de educação financeira.

Cynthia Decloedt
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário