Fernando Diniz pode recorrer aos barrados para 'salvar a pele' no São Paulo

De Redação Estadão | 6 de outubro de 2020 | 21:20

Entre as várias missões que o técnico Fernando Diniz terá de realizar pelo São Paulo no jogo contra o Atlético-GO, nesta quarta-feira, às 19h30, no Morumbi, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, evitar que a defesa seja vazada pela 11ª vez consecutiva na competição já seria motivo de comemoração e garantiria, pelo menos, que a equipe seja derrotada.

Com a marca expressiva de 14 gols sofridos nos últimos dez jogos e o time despencando na classificação (sétimo colocado), Diniz deverá promover pelo menos quatro alterações na escalação: Bruno Alves, Luan, Vitor Bueno e Brenner entram nas vagas de Léo, Tchê Tchê, Pablo e Luciano (suspenso).

Na lista dos jogadores que deverão ser reaproveitados, atletas que chegaram a ser “barrados” pelo próprio treinador há alguns jogos. Caso de Bruno Alves e Vitor Bueno.

Sem vencer há sete jogos, o treinador, talvez, não suporte a mais um resultado negativo, ainda mais em casa, durante a semana em que o Morumbi completou 60 anos de sua fundação. No sábado, a torcida protestou no CT da Barra Funda, antes do empate com o Coritiba, no Paraná. Daniel Alves e Tiago Volpi foram alguns dos criticados.

Tiago Volpi; Juanfran, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Gabriel Sara, Daniel Alves e Igor Gomes; Vitor Bueno e Brenner. Estes devem ser os jogadores que iniciarão o duelo diante do Atlético-GO.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário