Filhote de urso ganha nova família após ser resgatado por cachorro

De Redação Estadão | 18 de fevereiro de 2020 | 16:18

Um cachorro chegou em 5 de fevereiro na casa de sua família nos Estados Unidos com um filhote de urso-negro. O animal selvagem foi enviado para um centro, onde recebeu cuidados e foi adotado por uma ursa poucos dias após sua recuperação, em 12 de fevereiro.

Com cerca de duas semanas de vida, o animal não apresentava nenhum machucado. Ele foi deixado pelos profissionais próximo à toca de uma ursa que tinha três filhotes recém-nascidos e ela o adotou. Poucas horas depois, um biólogo retornou para o local e confirmou o bem-estar do ‘filho adotivo’.

O Centro de Vida Selvagem da Virgínia, que cuidou do filhote, explicou, no site da organização, o processo usado pelo Departamento de Pesca e Pesca Interior da Virgínia para encontrar um candidato ideal para adotar um filhote de urso.

Clique aqui

As ursas-negras adultas recebem um colar que capta e reproduz os sons produzidos por seus filhotes em seu refúgio. Assim, os biólogos conseguem identificar uma ursa que se tornou mamãe recentemente, mesmo quando se deparam com ela longe do abrigo. Dessa maneira, a equipe do departamento sabe que ela é uma possível candidata para a adoção.

“O instinto maternal é muito forte na maioria dos animais”, disse Bill Bassinger, biólogo do Departamento de Pesca e Pesca Interior da Virgínia e que resgatou o filhote, em entrevista para o SWVA Today. “Geralmente, a maioria das fêmeas irá pegar o jovem, mesmo que ele tenha passado por cuidados humanos”, diz ele.

O filhote foi o segundo urso-negro resgatado e enviado para o centro. A primeira foi encontrada em 22 de janeiro em um arbusto por um grupo de eletricistas, que achavam que a filhote estava morta até que ela começou a respirar. Ela também foi adotada por outra ursa-negra.

Clique aqui

Outros dois filhotes de urso-negro foram encontrados e resgatados na manhã de domingo, 16. Um deles estava com machucados nos pés e na cabeça, mas ambos foram examinados e colocados em incubadoras. Após a recuperação, é esperado que eles também passem pelo processo de adoção.

(Com informações da AP)

João Pedro Malar
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário