Flamengo empata com Fortaleza em retorno de Rogério Ceni ao Castelão

De Redação Estadão | 26 de dezembro de 2020 | 21:25

Fortaleza e Flamengo empataram, sem gols, neste sábado, no Castelão, em partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo foi marcado pelo retorno de Rogério Ceni ao Castelão pela primeira vez após deixar o Fortaleza. O técnico foi recepcionado com carinho por diversos jogadores e membros da comissão técnica e, assim que chegou, conferiu o gramado.

O empate mantém o Flamengo no terceiro lugar, com 49 pontos, mesma quantidade do vice-líder, sendo, contudo, superado pelo Atlético-MG em número de vitórias. O time carioca desperdiçou a chance de colar no líder São Paulo, que, com 53 pontos, joga ainda neste sábado. O resultado, combinado com a derrota do Sport para o Goiás, deixa o Fortaleza na 14ª posição na tabela, com 31 pontos.

No Castelão, o primeiro tempo foi lento, com as duas equipes em pé de igualdade, o que refletiu mal na equipe carioca. O Fortaleza apostou na defesa bem fechada, a fim de parar o poderoso ataque do Flamengo. Conseguiu.

A equipe carioca mostrou-se incapaz de encontrar espaços na defesa do Fortaleza, que buscava apresentar contra-ataque nas oportunidades que tinha, sem, no entanto, ter velocidade para oferecer risco ao adversário. Logo nos primeiros minutos, em falta contra Romarinho, Isla recebeu cartão amarelo.

O lance de maior perigo para a equipe cearense veio aos 13 minutos, com lançamento preciso de Gerson, recebido por Renê e encaminhado a Bruno Henrique, que chutou diretamente em Paulão e não entrou. Logo a seguir, Isla quase recebeu seu segundo cartão amarelo, ao realizar outra falta em Romarinho. Ficou por isso mesmo.

Aos 38, Pedro fez boa jogada, com chapéu em Jackson dentro da área e levou puxão, sendo marcada a penalidade máxima. O polêmico pênalti restou como momento mais emocionante da partida, com cobrança mediana de Pedro, que escorregou no momento do chute. A bola entrou, mas o gol foi invalidado pelo árbitro, que anotou dois toques do atacante do Flamengo na bola.

A desconfiança de Ceni em relação ao gramado se confirmou, tornando-se uníssona a crítica dos jogadores do time carioca, ao afirmar que a grama não estava molhada e isso atrasava as jogadas do time. De qualquer forma, tudo igual no Castelão quando chegou o intervalo.

Já na segunda etapa um Flamengo mais agressivo e veloz entrou em campo, entretanto, ainda não condizente com sua posição na tabela e superioridade técnica. A emoção do jogo era crescente conforme o tempo passava, com um Fortaleza lutando para manter-se distante da zona de rebaixamento. Já a equipe rubro-negra careceu em entregar a qualidade que o colocou na briga pelo título brasileiro de 2020, apresentando muita posse de bola porém pouca criatividade nas jogadas.

A cobrança de falta realizada por Jackson, diretamente para o gol, deu ao Fortaleza a grande chance do segundo tempo. Exigiu esforço do goleiro Hugo, que fez bela defesa e espalmou a bola para longe das redes.

FICHA TÉCNICA:

FORTALEZA 0 x 0 FLAMENGO

FORTALEZA – Felipe Alves; Gabriel Dias (Mariano Vázquez), Paulão, Jackson e Carlinhos; Felipe, Ronald (Derley), Tinga, João Paulo (Osvaldo) e Romarinho (Bergson); David (Wellington Paulista). Técnico: Marcelo Chamusca.

FLAMENGO – Hugo Souza; Isla (João Lucas), Rodrigo Caio, Natan e Renê; Willian Arão (Diego), Gerson, Everton Ribeiro (Vitinho) e Arrascaeta (Pepê); Bruno Henrique e Pedro. Técnico: Rogério Ceni.

CARTÕES AMARELOS – Isla, Renê e Vitinho (Flamengo); Jackson, Carlinhos e Ronald (Fortaleza).

ÁRBITRO – Rafael Traci.

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.