Fundação Casa de Rui Barbosa exonera diretor e chefes do Centro de Pesquisa

De Redação Estadão | 8 de janeiro de 2020 | 12:13

O Ministério do Turismo exonerou ou dispensou cinco funcionários da Fundação Casa de Rui Barbosa. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 7. Foram dispensados a crítica literária Flora Süssenkind, a jornalista Joelle Rouchou e o sociólogo José Almino de Alencar e Silva Neto, todos da função de chefe do Centro de Pesquisa em Filologia, História e Ruiano, respectivamente.

E foram exonerados Antonio Herculano Lopes, até então diretor do Centro de Pesquisa, e Charles Gomes, chefe do Centro de Pesquisa em Direito. Os dois tinham cargo em comissão.

A Fundação Casa de Rui Barbosa, responsável por manter acervos de intelectuais e escritores e, por isso, um importante centro de pesquisa, é presidida desde outubro pela jornalista e roteirista de TV Letícia Dornelles. Ela assumiu o lugar de Lucia Maria Velloso de Oliveira, que estava no cargo interinamente desde o afastamento, em 2018, por questões pessoais, de Marta de Senna.

A Fundação Casa de Rui Barbosa, disse, por meio da assessoria de imprensa, que não vai se manifestar a respeito das exonerações.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.