Fux: é emocionante ver pessoas mostrando que País é Estado Democrático de Direito

De Redação Estadão | 15 de novembro de 2020 | 20:53

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, divulgou vídeo no fim da tarde deste domingo, 15, classificando como emocionante a participação da população nas Eleições 2020, em meio à pandemia do novo coronavírus.

“O Brasil hoje vive um momento histórico, porque as eleições representam o maior espetáculo da democracia. Hoje é que se afirma os valores constitucionais da cidadania e da soberania popular. É emocionante ver o povo em meio a pandemia comparecendo as urnas numa demonstração de que realmente a democracia é o governo do povo, pelo povo e para o povo”, afirmou o presidente do STF.

Além dos eleitores, Fux parabenizou os Tribunais Regionais Eleitorais e o Tribunal Superior Eleitoral, comandado pelo colega da corte, ministro Luís Roberto Barroso. O presidente do Supremo disse que a organização do pleito foi exemplar e sem qualquer incidente.

Ao longo do dia, os eleitores relataram instabilidades no funcionamento do aplicativo e-Título, como dificuldades na consulta de zona eleitoral ou na operação de justificativa do voto. Segundo Barroso, uma medida de segurança tomada após o ataque ao sistema do Superior Tribunal de Justiça é uma das explicações para a instabilidade.

Em coletiva na tarde deste domingo, 15, o presidente do TSE revelou ainda que houve uma tentativa de ataque ao sistema que abriga as informações da Justiça Eleitoral, mas que foi totalmente neutralizado.

“Houve de fato uma tentativa de ataque hoje para derrubar o sistema com grande volume de acessos simultâneos”, afirmou o ministro. “Esse foi totalmente neutralizado pelo TSE com auxílio das operadoras de telefonia e, portanto, também sem qualquer repercussão sobre o processo de votação”, disse.

Já no início da noite, Luís Roberto Barroso afirmou que o número de abstenção no pleito deste ano foi bastante compatível com as circunstâncias brasileiras atuais, em que o País, assim como o resto do mundo, enfrenta uma pandemia.

“Nível de abstenção nas circunstâncias de uma pandemia acho que foi bastante compatível com as circunstâncias brasileiras atuais”, disse Barroso, sem detalhar dados, no entanto.

O Tribunal Superior Eleitoral ainda informou que enfrenta dificuldades técnicas para divulgação dos resultados do pleito de 2020. A Corte disse, no entanto, não haver qualquer problema no sistema de totalização e apuração dos votos.

Pepita Ortega e Rayssa Motta
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário