Glastonbury 2020 é cancelado por causa do coronavírus

De Redação Estadão | 18 de março de 2020 | 10:43

Um dos principais festivais de música do mundo, o Glastonbury, que seria realizado entre 24 e 28 de junho na Inglaterra, foi cancelado para evitar a disseminação do coronavírus. Entre os artistas e bandas que se apresentariam nesta edição estavam Paul McCartney, Taylor Swift, Pet Shop Boys, Kendrick Lamar, Camila Cabello, Diane Ross, Thom Yorke e Gilberto Gil.

“Isso não é, certamente, algo que esperávamos para o nosso aniversário de 50 anos, mas seguindo as medidas anunciadas pelo governo nesta semana, e nesse momento de incertezas sem precedentes, esta é a nossa única alternativa”, disseram os organizadores em comunicado.

Eles afirmaram ainda que esperam que até o fim de junho a situação melhore no Reino Unido. “Mas mesmo que isso ocorra, nós não podemos passar os próximos três meses com centenas de profissionais aqui na fazenda nos ajudando a construir a infraestrutura necessária para receber mais de 200 mil pessoas nessa cidade temporária que criamos no campo.”

No comunicado, eles se desculpam com as 135 mil pessoas que há haviam pago um adiantamento de 50 libras para garantir os ingressos que seriam vendidos no início de abril.

Essas pessoas poderão escolher entre o reembolso ou a garantia de um ingresso – eles são concorridos – para o Glastonbury 2021.

O cancelamento do Festival de Glastonbury vem na esteira de uma série de cancelamentos e adiamentos de eventos na área cultural para evitar a propagação do coronavírus. Muitos artistas e casas de espetáculos estão organizando apresentações caseiras com transmissão online.

Redação, O Estado de S. Paulo
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário