Governo de São Paulo diz que isolamento social foi de 49% na segunda-feira

De Redação Estadão | 19 de maio de 2020 | 21:19

O Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo mostra que o porcentual de isolamento social no Estado foi de 49% na segunda. A meta do governo é 60% e o número ideal é 70%, a fim de evitar um colapso do sistema de saúde causado pelo novo coronavírus.

A segunda-feira marcou o fim do megarodízio que durou uma semana na cidade de São Paulo, e o índice de isolamento na capital foi de 50%. A ideia do prefeito Bruno Covas era aumentar o porcentual, mas a medida não surtiu efeito. A partir desta semana, o antigo rodízio voltou a valer.

O SIMI-SP analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e é viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que o Governo de São Paulo possa consultar informações agregadas sobre deslocamento no Estado. As informações são aglutinadas e anonimizadas sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social para enfrentamento ao coronavírus.

As cidades do Estado de São Paulo atingiram um total de 5.147 mortes pelo novo coronavírus nesta terça-feira, dia 19. Foram 324 óbitos confirmados da covid-19 em 24 horas, o que representa aumento de cerca de 7%, e mais de mil mortes em apenas uma semana – na terça anterior, 12 de maio, eram 3.949 óbitos.

São Paulo também superou o recorde de mortes confirmadas em um só dia, que até agora era de 224 registros em 24 horas do dia 28 de abril. A taxa de ocupação de leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) na região metropolitana de São Paulo é de 88%. Em todo o Estado, a média é de 71,4% leitos ocupados.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário